A Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Sedec-MT), por meio da Secretaria Adjunta de Turismo (Seadtur), se reuniu de forma on-line com representantes do Turismo de 55 municípios, nesta quarta-feira (15.12). O objetivo foi discutir as novas regras para atualização do Mapa do Turismo de Mato Grosso. Conforme o secretário-adjunto de Turismo, Jefferson Moreno, o encontro prevê a estruturação de uma rota turística sólida no Estado. “Nossa finalidade é orientar os municípios sobre a importância de estarem incluídos no Mapa do Turismo, quais são as regras que o Ministério está propondo e quais são as normas que o Estado sugere, para assim organizarmos a cadeia de turismo em Mato Grosso”, explica. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda, é preciso esclarecer aos municípios quais as especificações estabelecidas. “Esse é o momento de todos tomarem conhecimento sobre a forma de atuação de cada ente, tirar dúvidas e debater questões acerca da melhor maneira de desenvolver o turismo no Estado. É hora da retomada do setor e cada um tem a sua responsabilidade frente à recuperação do trade turístico, tanto União como governo do Estado e municípios”, frisa. Atualmente, o Mapa do Turismo de Mato Grosso contempla 14 regiões turísticas, sendo cinco formalizadas e 85 municípios incluídos. O Mapa do Turismo Brasileiro conta com 2.694 municípios, divididos em 333 regiões turísticas. A última versão foi divulgada em 2019, isso porque a atualização ocorre a cada dois anos. O encontro também tratou sobre a inserção de informações na Plataforma Integrada de Turismo (PIT), divulgação dos destinos turísticos municipais, apresentação de dados e informações sobre o turismo para inclusão no Observatório do Desenvolvimento e qualificação dos profissionais do setor. Para mais informações, entre em contato com a Seadtur pelos telefones: (65) 3613-9303/3613-9333.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (15.12), 555.092 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 14.023 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Até às 14h30 desta quarta, a SES não foi notificada pelos municípios de óbitos ocorridos nas últimas 48h.

Foram notificadas 219 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 555.092 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.263 estão em isolamento domiciliar e 539.288 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 58 internações em UTIs públicas e 33 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 32,40% para UTIs adulto e em 7% para enfermaria adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (114.501), Várzea Grande (41.965), Rondonópolis (38.571), Sinop (26.967), Sorriso (18.626), Tangará da Serra (17.892), Lucas do Rio Verde (15.788), Primavera do Leste (14.952), Cáceres (12.068) e Alta Floresta (11.465).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 402.742 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, não restam amostras em análise laboratorial.

Sistemas instáveis

Devido à instabilidade dos sistemas do Ministério da Saúde, não foi possível atualizar os dados do Ranking da Vacinação em Mato Grosso e nem o número de casos e óbitos da Covid-19 no país. Os dados serão atualizados e divulgados assim que forem restabelecidos os sistemas do Governo Federal.

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: SES-MT

ASSISTA O VÍDEO ABAIXO

× FALE CONOSCO