Assessoria da Drogasil se posiciona quanto a fiscalização do Procon/MT

Por meio de nota enviado a impressa a assessoria de comunicação da Drogasil se posicionou quanto a fiscalização e a imposição de multa aplicada a empresa em uma fiscalização do Procon.

A empresa se posiciona que em momento algum infringil a lei de proteção de dados.

Confira na íntegra a nota:

“Com referência à autuação do Procon/MT, a Drogasil gostaria de fazer os seguintes esclarecimentos:

  1. O Procon/MT alega que algumas farmácias em Cuiabá não teriam prestado informações adequadas aos clientes referentes à LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados).

  1. Somos uma empresa centenária que cumpre integralmente a legislação em todo o país, portanto, discordamos veementemente da autuação de que teríamos descumprido a LGPD no Estado do Mato Grosso.

  1. Orientamos todos os nossos funcionários a informar adequadamente os clientes sobre a captura de consentimento, cuja forma pode ser livremente escolhida pelo cliente dentre as opções ofertadas (SMS, assinatura em formulário próprio, etc).

  1. Ressaltamos também que todas as informações coletadas são utilizadas em benefício do próprio cliente, como é o caso das promoções personalizadas em categorias relevantes para cada cliente.

  1. A Drogasil e as demais empresas do seu grupo econômico não comercializam em nenhuma hipótese informações pessoais de seus clientes com terceiros. Adotamos também procedimentos rigorosos para garantir a segurança das informações e para assegurar a privacidade dos nossos clientes.

A Drogasil reitera, portanto, que age com total transparência junto aos seus clientes em relação às práticas relativas à LGPD, o que é demonstrado, inclusive, pelo vasto material apresentado na autuação do Procon, razão pela qual se defenderá para comprovar sua boa-fé e o estrito cumprimento da legislação.

Seguimos à disposição para quaisquer esclarecimentos adicionais.”

Gustavo Campiolo 

ASSISTA O VÍDEO ABAIXO