21/06/2020 às 04h40min - Atualizada em 21/06/2020 às 03h35min

RENOVAÇÃO OU MAIS DO MESMO?

Estamos cometendo o mesmo erro que muitos cometeram no passado.

Elias Neto
Gostamos de novidades. Especialmente nossa geração. Corremos de um lado para o outro em busca do novo. Do contrário, não somos atualizados o suficiente. O nosso conceito de antigo provavelmente é diferente do conceito dos nossos pais. As redes sociais chamam de antigo o que aconteceu algumas horas atrás. Porque o que aconteceu ontem já não é importante, deve ficar no passado, o que importa é o agora.

O problema de se preocupar somente com o novo é que negligenciamos constantemente a importância da história. Esse comportamento nos dá a falsa impressão de que a história começou na nossa geração e, que em nós estão todas as respostas que precisamos. Acreditamos que somos e temos a solução para todos os problemas e que se algo inovador pode acontecer, só vai acontecer se for através dessa geração.

Estamos alguns meses de entrarmos oficialmente no período de campanha eleitoral. Mas já vejo vários rostos novos se posicionando politicamente como a “renovação”, “inovação”, “o novo que a cidade precisa” etc. Em sua maioria bastante atuante nas redes sociais, com ideias aparentemente novas, mas nada mais são do que a distribuição de telhas, ranchos e dentaduras da atualidade. Alguns, inclusive, copiam o modus operandi do então candidato Bolsonaro...falam, falam, mas não dizem nada. Usam os mesmos jargões e palavras de ordem, mas no fundo sem compromisso com nada.

Não estou dizendo que a nossa geração não tem valor, claro que tem, mas alguns, por não conhecerem a história, estão cometendo o mesmo erro que muitos cometeram no passado: não saber qual realmente é sua função caso sejam eleitos. Logo, vão repetir os erros que outros cometeram, desenvolvendo uma política assistencialista, populista e de curto prazo. Assim, tudo que teremos no final das contas é apenas o mais do mesmo: dinheiro público financiando torneios, distribuição de cestas, sessões para escolher datas comemorativas e vereadores andando de um lado para o outro com o prefeito como se fosse funcionários da prefeitura.

Como cidadão também devemos fazer diferente. Aos candidatos a prefeitos, vamos pedir os planos de governo para que possamos cobrar futuramente. Aos pretensos vereadores, vamos perguntar sobre quais temáticas pretendem legislar ou/e suas ideias  de projetos para a cidade, pra saber se eles realmente sabem sobre a importância do cargo que estão pleiteando.

Abraços!!
Elias Neto

Instagram: https://www.instagram.com/eliasnetoficial/
Facebook: https://www.facebook.com/elias.neto.31
Email: netoelvn@gmail.com
Link
Elias Neto

Elias Neto

Coluna do Elias Neto

Relacionadas »
Comentários »