28/06/2020 às 11h19min - Atualizada em 28/06/2020 às 10h14min

QUEM MUITO ABRAÇA, POUCO APERTA

Quanto mais coisas você tentar fazer, provavelmente menos bem feito fará cada uma delas.

Elias Neto
Klipbox
Quem muito abraça, pouco aperta. Tinha um amigo na faculdade que sempre falava isso. Ele era cheio dos provérbios populares, mas esse, eu nunca esqueci. No geral ele queria dizer que quanto mais coisas você tentasse fazer, menos bem feito você faria cada uma delas.

Há dez anos isso foi super revelador pra mim, mudando a minha maneira de me relacionar com cada projeto/atividade. Eu super concordo com esse ensinamento, mas infelizmente ou felizmente, nunca consegui torná-lo prático em minha vida.

Quase sempre estou envolvido com várias coisas ao mesmo tempo. Mesmo na quarentena, isso não mudou. No início desse mês, por exemplo, estava ministrado duas disciplinas pela Fametro e participando dos compromissos semanais do IFAM, o que inclui as atividades com o projeto Da Roça Pra Casa, como reuniões, colaboração e elaboração de alguns dos posts para as redes sociais do projeto (tudo remoto é claro). Além disso, todo dia tem várias coisas pra fazer no Hobby Criativo (nossa empresa de quadros decorativos), seja fazer quadros, as artes dos quadros, atender clientes, fazer entregas, prospectar novos pontos de vendas, atender os pontos de vendas atuais e agora planejar o lançamento da nova marca. Mas não para por aí, ainda tem o meu compromisso semanal aqui com o BDC, o que demanda um tempo para pensar, pesquisar e escrever de fato. Tudo isso adicionado as atividades e compromissos pessoais com a família, coisas essas que são indelegáveis.
 
Enquanto alguns tiveram uma quarentena calma e até entediante, a minha foi o oposto. Mas qual o perigo de tudo isso? Apertar pouco, ou seja, fazer alguma dessas coisas mal feitas, ou não poder dar o melhor possível. Esse é um risco consciente que corro todos os dias, e risco pelo qual as vezes me pego pensando se estou fazendo a coisa certa.
 
Admiro muito pessoas que conseguem se concentrar em apenas uma coisa na vida e serem muito boas nisso. Infelizmente eu não consigo, e por muito tempo me lamentei quanto a isso, mas agora entendi uma coisa: isso faz parte da minha natureza e, não há nada mais cruel consigo mesmo do que negar quem você é. Assim, seguirei fazendo várias coisas ao mesmo tempo, enquanto Deus me permitir e me der a graça de ter energia e força pra acordar todo dia disposto a abraçar o mundo, ainda que esse abraço não seja tão forte em todos ou em tudo quanto gostaria que fosse.
 

Abraços!!
Elias Neto

Instagram: https://www.instagram.com/eliasnetoficial/
Facebook: https://www.facebook.com/elias.neto.31
Email: netoelvn@gmail.com
Link
Elias Neto

Elias Neto

Coluna do Elias Neto

Relacionadas »
Comentários »