Esteticista, papiloscopista e secretária do Sintep estão entre os mortos em batida entre ônibus e carreta

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) identificou oito pessoas que morreram no acidente entre um ônibus e um caminhão em Sinop (480 km de Cuiabá) no início da tarde de terça-feira (17). Entre elas estão a esteticista Brenda Nunes Ronsoni, de 23 anos, o papiloscopista Clayton Aparecido da Silva, de 37 anos, a professora e secretária geral do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep) Sidinei Cardoso, de 48 anos, e o filho dela Carlos André Fidelis, de 11 anos.

As demais vítimas são Pedro Henrique Rodrigues Leal, de 21 anos, Maria Carneiro, de 61 anos, Alfredo Lopes da Silva, de 65 anos, e Deborah Costa de Almeida, de 21 anos.

O papiloscopista Clayton Aparecido morava em Nova Mutum e estava indo a Sinop para cumprir uma escala de plantão. Ele chegou a ser socorrido com vida até um hospital, mas não resistiu.

Já Brenda atuava como esteticista e cosmetologia. Ela estava fazendo uma pós-graduação em biomedicina estética.

A secretária-geral do Sintep, Sidinei Cardoso, voltava para casa com o filho Carlos André, após atividade sindical durante o final de semana. Horas antes de morrer, a professora enviou mensagens informando a seus companheiros do Sintep sobre problemas mecânicos no ônibus que a levava de volta para casa.

Segundo as informações, o ônibus fez uma parada em Lucas do Rio Verde, a aproximadamente 70 km de onde ocorreu a tragédia.

ENTENDA O ACIDENTE

Apesar das informações preliminares, que apontam para a infração por parte do condutor do veículo de passageiros, a Perícia Técnica Oficial ainda não divulgou quais foram as causas do acidente.

A hipótese de falha mecânica, inclusive, só deve ser analisada durante a perícia veicular. No local, os peritos analisaram aspectos como as marcas de frenagem que indicaram a invasão da pista.

Onze pessoas morreram e outras 35 foram encaminhadas para hospitais da região. Dentre os feridos estão quatro crianças de 2, 4, 7 e 9 anos. O resgate contou com agentes da Polícia Rodoviária Federal, do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros e da concessionária que administra a via, Rota do Oeste.

O motorista do ônibus estava entre as pessoas que foram socorridas, entretanto, não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu

ASSISTA O VÍDEO ABAIXO

× FALE CONOSCO