Fluminense vence Goiás em despedida do Maracanã e mira segunda colocação

Com o ex-atacante Fred na arquibancada, o Fluminense se despediu da torcida com vitória. O time tricolor venceu o Goiás por 3 a 0 no último jogo no Maracanã na temporada, nesta quarta-feira (9), se firmou ainda mais no G-4 do Campeonato Brasileiro e se mantém na briga pela segunda colocação. O triunfo foi construído com gols de Cano, Alan, que marcou pela primeira vez desde a volta às Laranjeiras, e Michel Araújo.

Os visitantes jogaram quase todo o segundo tempo com um a menos, após expulsão de Dadá Belmonte pouco após a volta do intervalo.

Com o resultado, a equipe das Laranjeiras foi a 67 pontos e mira ultrapassar o Internacional na última rodada. O Goiás, por outro lado, permaneceu com 46 pontos e já sem grandes pretensões no torneio.

Na próxima rodada, o Fluminense visita o Red Bull Bragantino, enquanto o Goiás recebe o São Paulo.

O Fluminense demonstrou intensidade no início do jogo e, com posse de bola, conseguiu criar boas oportunidades, com Arias, Cano e até mesmo Yago Felipe. O Goiás, por outro lado, apostava na transição rápida entre os setores para aproveitar os espaços deixados pelo adversário, e Pedro Raul chegou a ter oportunidade.

Gradualmente, o Goiás conseguiu diminuir espaços e neutralizar um pouco mais o adversário, que ainda tinha maior presença no campo de ataque, mas sem tantas chances como anteriormente.

No fim do primeiro tempo, o clima ficou quente e houve troca de empurrões entre Ganso e Dadá Belmonte. Jogadores do Fluminense e do Goiás se aglomeraram e, pouco depois, chegou a turma do “deixa disso”. Após a confusão, os dois envolvidos e o técnico Fernando Diniz foram punidos com cartão amarelo.

Fluminense e Goiás voltaram para o segundo tempo com mudanças, mas time esmeraldino logo que de mudar de estratégia. Dadá Belmonte e Ganso levaram a briga do final do primeiro tempo para a etapa final e, pouco após o intervalo, o jogador visitante deu uma entrada no camisa 10, levou o segundo amarelo e deixou o Goiás com um a menos.

Com um a mais, o Fluminense foi com tudo e empurrou o Goiás para o campo de defesa. Em duas oportunidades, uma com Nathan e outra com Arias, houve reclamação de pênalti, mas a arbitragem mandou o jogo seguir.

Fluminense abriu o placar com Cano, que aproveitou cruzamento de Matheus Martins e se antecipou a zaga para mandar a bola no fundo da rede.

O segundo gol teve toque de Diniz. Michel Araújo, que havia entrado pouco tempo antes, cruzou e Alan, que também foi acionado pelo treinador no segundo tempo, marcou. Foi o primeiro dele desde a volta às Laranjeiras.

Nos minutos finais, Felippe Bastos foi expulso e deixou o Goiás com dois a menos.

Quase nos acréscimos, Michel Araújo balançou a rede. A arbitragem marcou impedido, mas o VAR revisou e validou o gol.