26/05/2020 às 15h39min - Atualizada em 26/05/2020 às 15h39min

Jorginho Biazze vence a Covid-19 e ja está de alta em casa.

Eduardo Sampaio
Redação
Nota de Agradecimento

Poucos sabem mais fui também uma vítima da COVID - 19, entrei na estatística dos 11.925 amazoneses infectados, graças a Deus curado e agora imune a esse vírus defassador.

Quero nesta postagem poder ajudar outras pessoas, amigos e amigas não acreditem em sintomas pressupostos pelo OMS ou qualquer outro órgão como: febre, garganta inflamada, dor de cabeça, dor no peito e falta de ar. Destes sintomas só tive febre e dor de cabeça, realizava teste em aplicativo e impossibilitada a hiportese do vírus, chamei um médico em casa realizei uma bateria de exames, tudo em casa, para evitar contato físico, minha maior preocupação era meus pais que estavam juntos em nossa residência em Manaus, meu pai se recuperando de um acidente doméstico, porém minha surpresa foi o médico afirmar que eu podería está com qualquer doença menos COVID, porém a febre não passava e a temperatura aumentado, o engraçado que esse médico mesmo afirmando que eu não estava com o vírus, solicitou um texte para COVID, em um laboratório particular, até então tudo estava fazendo através da iniciativa privada, pq o SUS, a mídia só aterroriza. 

Fiz o teste da COVID, e o resultado deu NEGATIVO, ai veio o falso alívio, porém as dor de cabeça e febre não parava. No dia seguinte fui atrás do Sistema Único de Saúde - SUS, para minha surpresa a UBS, com muita pouca gente nada o que a mídia propagou um atendimento rápido com triagem seguida de médico, tudo isso como cidadão pagador dos meus impostos. Foi solicitado uma tomografia do meu tórax e os exemes básicos, já na tomografia aparecia meus pulmões comprometidos, infelizmente naquele lugar só não estavam fazendo o texte da COVID-19, fui a outro laboratório particular e ficou marcado para outro dia pela manhã. Voltei para casa já apresentando tosse, triste e desesperado falei com uma amiga da família via chamada de vídeo e ela lembrou de um amigo em comum que trabalha no sistema de saúde municipal, em muito menos de uma hora já estava fazendo uma nova tomografia, agora mais completa, no qual confirmava 40% dos meus pulmões comprometidos, fiquei já no hospital internado, primeiro a luta contra a febre uma noite e a manhã do outro dia, parou a febre ai começaram as baterias de exames e remédios, no segundo dia estava bem melhor. 

Quero ressalta 2 pontos: 1° não espere maiores sintomas vai ao posto de saúde mais próximo de sua casa e busque tratamento no início; 2° nunca deixe de fazer o bem sem olhar para quem, um dia ajudei esse amigo e nem lembrava assim como muitas outras pessoas no decorrer da minha vida profissional e hoje, para quem fui um dia, eu fui, anjo, ele, se tornou meu anjo, minha salvação.

Graças ao hospital municipal minha família que se encontravam em Manaus, passaram pelo triagem de rotinas e meus pais mesmo sem sintomas nenhum foram internados por precaução devido suas idades, meu sobrinho e meu amigo, não desenvolveram sintomas greves se tornando assintomáticos. Graças a DEUS! A meu Padrinho Padroeiro São Jorge e Santa Dulci dos Pobres.

E para finalizar quero agradecer aos profissionais da saúde, das serverte ao médicos, técnicos de enfermagem, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais e fisioterapeutas, todos unidos a favor da vida sem preconceitos e medos, fazendo honra a seu juramento, o mundo precisa deles, todos podem ficar em isolamento social, mais eles que respeitam e amam suas profissões, estão ali ou como prevenção ou ambulatorial, na urgência ou emergência, no qual vou usar uma frase que minha saudosa amiga médica sempre usava: "TODOS PROFISSIONAIS SÃO DIGNOS DENTRO DA SUA PROFISSÃO, DA SERVENTE AO MÉDICO" - Dra Marlene de Souza Raad.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »