12/07/2020 às 11h18min - Atualizada em 12/07/2020 às 11h18min

​George Japa fenômeno da música amazonense participa do caldeirão do Huck

Redação
Redação
Manaus – O cantor amazonense George Japa participou do quadro “Conga la Conga’, no programa do Calderão do Huck, e marcou o retorno da atração, aos estúdios da Rede Globo, neste sábado (11), após a pandemia provocada pelo novo coronavíus (Covid-19). George esbanjou simpatia e intimidade com as câmeras cantando sertanejto ao lado do sanfoneiro Danilson Sampaio e o cantor Reynald Bondinho. Em entrevista ao Portal Tucumã, George Japa falou sobre a sua participação no Caldeirão do Huck. O artista disse que ficou muito feliz com a repercussão do seu trabalho.

“A produção encontrou um vídeo nosso e nos convidaram para participar do quadro. Conversamos com eles e gravamos o material. Deus sempre age no momento ideal, ultimamente tem sido difícil alguém do Norte ser divulgado na rede nacional. Estamos muito felizes, a sensação é de um sonho realizado”, disse o cantor bastante emocionado. O quadro ‘Conga la Conga’ nasceu na casa de Luciano Huck durante a pandemia da Covid-19, a exemplo dos quadros ‘Que Tal Um Pouco de Esperança’ e ‘Boas Notícias’.

Reinvenção

Diversos shows foram cancelados devido a pandemia com o intuito de evitar aglomerações, seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).George falou que não parou de trabalhar, mas precisou se reinventar para conseguir renda. “Sou um cara que sempre gostei de trabalhar. Os shows foram os primeiros a parar, até agora não voltou. Então, montei uma tacacaria junto com a minha mãe aqui na minha casa. Graças a Deus deu tudo certo”, revela.

A tacacaria de George Japa conquistou reconhecimento do público – Foto: Reprodução/Instagram. A tacacaria do cantor fica localizado na rua Rio Negro, bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »