22/09/2020 às 17h18min - Atualizada em 22/09/2020 às 17h18min

​BR-319: Manaus mais próxima da integração com o resto do Brasil

Publicação: Portal Em Tempo
Publicação: Portal Em Tempo
Manaus – O governador do Estado do Amazonas, Wilson Lima, tem se reunido com o ministro da Infraestrutura do Governo Federal, Tarcísio de Freitas, desde que decidiram unir esforços para a reconstrução de 52 quilômetros da BR – 319, que liga o Amazonas a Rondônia, por meio terrestre. Nesta segunda-feira (21), os gestores conversaram por videoconferência com os governantes de Roraima, Rondônia e Acre sobre o assunto.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), vai divulgar o resultado da licitação para a pavimentação desses 52 quilômetros na terça-feira (22). O edital da contratação integrada da empresa para a reconstrução do trecho C da BR-319 foi publicado no Diário Oficial da União no dia 24 de junho deste ano.

Em nota, a Secretaria de Comunicação do Amazonas, informou que Wilson Lima afirmou que esse é o momento para aproveitar o apoio do ministro para religar o Amazonas com o País. “Nós não podemos retroagir de onde chegamos com as tratativas da BR-319. Agora, é preciso que a gente mantenha essa chama acesa, que o Brasil possa entender por que nós queremos a BR-319. E não é só do ponto de vista econômico, vejo muito mais pelo ponto de vista social, da garantia do direito de ir e vir do cidadão. Hoje o Amazonas e Roraima estão isolados do restante do Brasil por via terrestre. Daí a necessidade de caminhar, com a maior brevidade possível, na pavimentação dessa rodovia”, declara.

Ainda sobre a reunião, o Governo do Estado, informou que o ministro da Infraestutura, revelou que essa reconstrução é uma prioridade do Governo Federal, pois representa um crescimento para uma cidade desenvolvida. “O Governo está engajado nesse projeto. O presidente Bolsonaro prometeu dar uma solução para a BR-319 e agora está fazendo isso, por dever e justiça. Não faz sentido termos uma capital da pujança de Manaus que não esteja conectada com o restante do Brasil”, afirma Tarcísio.

O início das obras no lote C, que abrande o KM 198 ao KM 250, está previsto para 2021 e a entrega das obras deve acontecer até 2022. No trecho, segundo o Governo do Amazonas, serão realizados serviços de drenagem e recuperação de áreas degradadas, além de instalação de travessias aéreas e subterrâneas para mitigar os impactos à fauna local. Para o ministro Tarcísio, a recuperação irá respeitar os acordos ambientais e as decisões judiciais anteriores.

Para o titular da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Eduardo Taveira, o projeto visa o plantio de 100 mil mudas nativas, a construção de 20 passagens aéreas e 12 subterrâneas para a fauna. De acordo com o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o deputado Josué Neto (PRTB), a reunião mostra um avanço e compromisso do presidente da República, Jair Bolsonaro, e do ministro, Tarcísio de Freitas. “Esse é um novo momento para o Estado e para o país, que vai trazer desenvolvimento, gerar renda e empregos para diversos estados brasileiros”, avalia.

Para o caminhoneiro, Borges de Oliveira que atua no setor há 23 anos, essa promessa de pavimentação da BR-319 é antiga e que ouve essa história desde criança, pois, o pai dele, que também exercia o mesmo ofício já reclamava da rodovia e contava as histórias de atoleiro do lugar, assim como das juras políticas para a intervenções na BR. 

"Em época de eleição o que mais aparece é promessa de ajeitar a BR-319. Se o Governo cumprir com a palavra será um ganho muito grande para o Amazonas em todos os sentidos, principalmente na parte da economia e do turismo. Muitas famílias que moram na beira da rodovia vão aproveitar para ganhar um dinheirinho também e nós da categoria dos caminhoneiros seremos muito beneficiados", pontua o trabalhador que, também, informou preferir pegar balsa do que encarar a BR-319, devido já ter tido prejuízos e a saúde física prejudicada em um acidente que o deixou quase dois meses em recuperação.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »