28/12/2020 às 14h47min - Atualizada em 28/12/2020 às 16h10min

Queijos análogos são cada vez mais consumidos por possuírem características únicas

Produtos são excelentes opções para produzir pratos saborosos e acessíveis

SALA DA NOTÍCIA cassiene alves de jesus

No mês de novembro, o IPCA registrou a maior variação para o mês desde 2015, com alta de 0,89%, no índice geral. O cálculo é feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e considera nove grupos de consumo, entre eles alimentação e bebidas. Em períodos como o Natal e o Ano Novo, por exemplo, as vendas dos supermercados são ainda mais impactadas pela elevação nos preços de produtos sazonais. Assim, é importante oferecer produtos que atendam a todos os bolsos e paladares. Fazer algumas trocas pode deixar a sua ceia mais acessível, por isso, é importante investir em produtos brasileiros, como frutas nacionais e aves substituindo o peru, bacalhau, pernil e outros. Dentre as substituições, os Queijos Análogos, são excelentes opções para substituir os Queijos Tradicionais.
Presente na culinária mundial há quase 40 anos, os queijos análogos e processados são utilizados no Brasil e no mundo nas mais consagradas redes de fast food de sanduíches e pizzas ao redor do mundo e estabelecimentos comerciais, por apresentarem um padrão, o que permite um ótimo desempenho das receitas além da durabilidade. Ademais, oferecem um excelente custo-benefício. 

Os produtos alimentícios análogos

Os alimentos análogos são versões com algumas características diferentes em relação aos tradicionais. Atualmente existe uma infinidade de produtos análogos e produtos alimentícios similares aos tradicionais disponíveis nas gôndolas dos supermercados, que cabem no orçamento dos consumidores de diferentes classes sociais. Há milhares de opções para que ele escolha, seja por questões nutricionais ou econômicas como, por exemplo: Manteiga x Margarina, Doce de Leite x Doce de Soro de Leite, Leite em pó x Composto lácteo em pó, Iogurte x Bebida Láctea de Iogurte, Leite Condensado x Mistura Láctea Condensada de Soro de Leite, Queijo Parmesão x Queijo Montanhês, Queijo Parmesão Ralado x Queijo Ralado, Creme de Leite x Creme Culinário, Presunto x Apresuntado, Azeite de Oliva x Óleo Composto de Oliva e Soja, Molho de Tomate x Molho para Pizzas, Chocolate x Cobertura de Chocolate, Hamburguer de Carne Bovina x Hamburguer Misto de Carne Bovina e Aves, Linguiça de Carne Suína x Linguiça Mista de Carne Suína e Outras, Chocolate com Manteiga de Cacau x Chocolate com Gordura Vegetal, Sorvete com Creme de Leite x Sorvete com Gordura Vegetal, Cerveja Puro Malte x Cerveja com Malte e Outros Cereais etc.

Todos os alimentos industrializados, independentemente de serem tradicionais ou análogos, ou ainda, de usarem ou não gorduras vegetais e amidos em suas composições, devem respeitar suas respectivas legislações vigentes para serem considerados seguros tanto do ponto de vista nutricional, como sanitário. Também devem ser rotulados com a denominação correta, seguindo todos os preceitos de respeito e obediência aos direitos do consumidor, evitando induzi-lo ao erro ou confusão.


Consumo de queijos análogos mundialmente

O uso dos queijos análogos é muito comum nos Estados Unidos, México e Europa, principalmente, no preparo de pizzas e sanduíches. De acordo com o engenheiro de alimentos da Alibra, João Bosco Dias Pinheiro, os queijos análogos são bem vistos por serem mais baratos do que os tradicionais, por serem seguros do ponto de vista sanitário e nutricional e por não apresentarem variação em suas características físicas e sensoriais no decorrer do ano.
 “O uso dos queijos análogos é uma ótima alternativa, já que a cadeia do leite sofre grandes variações em função do clima, balança comercial e entressafra”, pontua. 
Ele ressalta ainda que a utilização desses alimentos, além de não ser prejudicial à saúde do consumidor, é muito importante para a economia do país, pois gera empregos na indústria e recolhe muito mais impostos que os queijos tradicionais, os quais são altamente subsidiados pelo Estado.


Características dos queijos análogos 

Os queijos análogos seguem as tendências mais modernas da alimentação e são perfeitamente adequados para atender às necessidades nutricionais específicas do consumidor, já que podem possuir diferentes composições e atributos nutricionais.
Dentre as principais características estão baixo teor de sódio, baixa caloria, baixa gordura trans, baixo teor de lactose, ausência de glúten. Outras características predominantes são o sabor agradável, não aglomeram após serem ralados, evitam excesso de gordura após o forneamento e o derretimento excessivo em sanduíches, além da ausência de agentes patogênicos e contaminantes, ausência de resíduos de antibióticos e pesticidas, baixa carga microbiana e a estabilidade microbiológica.

Segundo João Bosco, tanto os queijos análogos quanto os queijos tradicionais podem conter ingredientes não lácteos em sua composição que, se utilizados conforme as dosagens recomendadas e autorizadas pela legislação, não afetam a saúde do consumidor. “Os queijos podem conter proteína de leite e outros ingredientes lácteos e não lácteos legalmente aprovados e seguros, como a gordura vegetal, por exemplo, com ou sem a presença de gorduras trans e sem colesterol, sem lactose e outras características desejadas pelo mercado em qualquer alimento”, explica.
Pinheiro enfatiza ainda que o mercado precisa disponibilizar versões de produtos para atender a todas as classes sociais. “De qualquer forma, uma estratégia que deve ser mantida no radar da indústria de alimentos nacional é reforçar a linha de produtos seguros e com preços que caibam no orçamento dos menos favorecidos em renda. E nesse contexto, os produtos análogos têm uma função muito importante ao proporcionar inclusão, economia, nutrição e saudabilidade aos consumidores de diferentes classes sociais”, finaliza.


Sobre a Alibra Ingredientes

Fundada em 2000, a Alibra Ingredientes é uma empresa nacional especializada em fornecer ingredientes lácteos e não lácteos, misturas alimentícias em pó e queijos análogos para o mercado de alimentos e de bebidas.
Indústria de alimentos e de bebidas: fornecimento de ingredientes para indústrias de alimentos e de bebidas, de pequeno, médio e grande porte, dos mais variados ramos de atuação.
Food Service: fornecimento de ingredientes e produtos para o mercado de alimentação fora do lar, como: pizzarias, lanchonetes e restaurantes.
Gelados comestíveis: fornecimentos de produtos e ingredientes para o mercado de sorvetes.
Varejo: fornecimento de compostos lácteos, achocolatados, farinha láctea e cereais em pó para atacadistas, supermercados e montadoras de cestas básicas.

Localização:
Com duas unidades estrategicamente localizadas, em Campinas/SP e Marechal Cândido Rondon/PR, a Alibra conta com uma estrutura fabril e logística capaz de fornecer insumos e produtos finais para todas as regiões do Brasil, e em diversos países da América Latina, África, Oriente Médio, além do Caribe.

Segue o Link para acessar o vídeo comemorativo de 20 anos da Alibra: 
https://youtu.be/V7QrCp3mhuA
www.alibra.com.br
Informações à imprensa:
Thema - Assessoria de Relações Públicas e Imprensa
Márcia Felício - 19 99294.7563 - marcia@thema.net.br
Cassiene Alves - 19 99100.4602 - cassiene.alves@thema.net.br
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »