29/06/2018 às 11h40min - Atualizada em 29/06/2018 às 11h40min

Mulher é presa após acorrentar filho de seis anos na cama

Mãe teria alegado que prendeu a criança porque o menino havia fugido de casa

Pedro Pannunzio, do R7* e Mariana Rosetti - da Agência Record
R7

Uma mulher foi presa acusada pelo crime de maus-tratos ao seu filho de seis anos em Itapevi, região metropolitana de São Paulo, nesta terça-feira (26).

Os policiais foram à casa da mulher, após denúncia da diretora da escola onde a criança estuda. Foi a irmã de oito anos do menino que havia contado sobre o caso nessa mesma escola.

Quando as autoridades chegaram na residência da suspeita, encontraram a criança, de sete anos, com o tornozelo acorrentado à cama. Os dois pés do menino estavam com hematomas, o que indica que a situação seria frequente, segundo informou a DDM (Delegacia da Mulher), que registrou o caso.

A mãe da criança foi presa em flagrante. Ela teria alegado que fez isso porque o menino seria rebelde e teria o costume de fugir de casa.

Segundo a mãe, o menino teria fugido na segunda-feira (25) e, por isso, teria passado a madrugada acorrentado. A criança foi liberada pela manhã de terça-feira (26), mas teria fugido novamente. A mãe o encontrou, e mais uma vez, o acorrentou à cama.

De acordo com a delegacia, a criança fazia as necessidades fisiológicas em um pote deixado próximo à corrente. A casa estava em péssimo estado de conservação, e quase nenhuma comida era oferecida às crianças.

De acordo com a DDM de Itapevi, outro boletim de ocorrência havia sido registrado, em setembro de 2017, desta vez relatando agressões da mãe, contra a filha de 10 anos.

A Delegacia informou que os dois filhos foram encaminhados para um abrigo em Itapevi.

Ainda não se sabe se os outros membros da família irão retirar as crianças do abrigo.



*Estagiário do R7, sob supervisão de Ingrid Alfaya


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »