22/03/2021 às 12h41min - Atualizada em 22/03/2021 às 12h41min

Homem morreu eletrocutado ao salvar crianças após fiação cair sobre pula-pula

Por Eliana Nascimento, G1 AM
G1 AM
O auxiliar de serviços gerais Eder da Silva, de 38 anos, vítima de choque elétrico na tarde deste sábado (20), em Manaus, morreu ao salvar duas crianças que brincavam em um pula-pula na rua de casa, no bairro São Sebastião.

O caso aconteceu logo após um fio do poste de energia elétrica quebrar e cair em cima do brinquedo. Além do rapaz que faleceu, seis pessoas ficaram feridas. Uma criança de 4 anos está internada em estado grave. Na tarde deste domingo (21), durante o velório da vítima, a irmã do auxiliar, Simone Cristina Rodrigues, de 47 anos, disse ao G1 que as crianças brincavam no pula-pula em frente a casa da avó, e o irmão dela, que era vizinho, estava em frente à casa dele quando o fio do poste quebrou.

O pula-pula era da família das crianças, que tinha costume de montar o brinquedo no local."Era por volta de 15h30, não estava chovendo nem nada. As crianças estavam pulando, brincando, quando o fio do poste soltou e partiu bem em cima do pula-pula. Começou a pegar fogo, as mulheres começaram a gritar. Inclusive uma grávida, mãe de uma das crianças. Meu irmão viu o que aconteceu e saiu correndo para salvar as crianças", contou.Segundo a família das crianças, dentro do brinquedo estavam três: uma menina de 2 anos, a irmã dela, de 6 anos e o primo, de 4 anos. Quando a menina de seis anos sentiu o choque, pulou e correu para fora do brinquedo. Ficaram apenas as duas crianças. O menino de 4 anos está internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com 70% do corpo queimado. "Meu irmão foi lá e tirou primeiro a bebêzinha. Uma outra pessoa tentou pegar o garotinho, mas na hora colou o cabelo da criança no brinquedo. E depois outras pessoas foram ajudar, inclusive o pai da bebê de dois anos que também ficou ferido", disse.

"Eu não acho justo, não é a primeira vez que tem problema com fiação, transformador de energia. A empresa fala que é por conta de linha de papagaio, mas aconteceu do nada. A minha mãe ficou sem o filho dela, ele ajudava ela também. Ele era conhecido e todo mundo gostava dele", disse Simone. O G1 buscou um posicionamento da Eletrobras Amazonas Energia, mas ainda não obteve resposta. A família das crianças informou que o pai das meninas que brincavam, de 27 anos, também ficou ferido, além de um tio de 43 anos, que teve queimadura nas pernas, a avó de 64 anos e a mãe de uma das crianças, de 22 anos.

A avó das crianças, Maria Adenilde Lima, de 64 anos, disse que estava sentada ao lado do brinquedo reparando as crianças, mas entrou para olhar uma panela na cozinha por um instante. A idosa teve queimaduras na perna. "Aconteceu tipo um relâmpago, quando ouvi o barulho, corremos para fora. Já vi o pai da minha neta jogado no chão, meu filho, as crianças e o rapaz que morreu estava puxando meu neto. Quando ele [vítima] pegou a criança, eu também peguei e deu choque em mim, caí, disse na hora: 'meu Deus me ajude pelo amor de Deus'. Quando levantei, peguei minha netinha. Foi um desespero que só Deus sabe o que eu passei", desabafou.

"Não foi fácil passar para esse problema por causa dessa desse problema de energia, não é a primeira vez. Graças a Deus que não estava chovendo, se tivesse, era muita morte. Aonde eu tocava era choque. Graças a Deus as crianças estão vivas, mas o rapaz faleceu e queremos justiça", finaliza a idosa.
Até este domingo, apenas duas crianças estão internadas no Hospital da Criança, na Zona Sul. O pai da menina de 2 anos e o tio receberam atendimento médico, mas já tiveram alta. O velório de Eder Silva encerrou às 15h e seguiu para o sepultamento ainda nesta tarde.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »