25/08/2021 às 16h34min - Atualizada em 25/08/2021 às 16h34min

Manifestação reúne mais de 1000 indígenas contra o PL 490 em Autazes

REDAÇÃO - BDC NOTICIAS.
Rafael Serrão I Materia
Indígenas de cerca de 35 aldeias do povo Mura, que povoam as terras indígenas do município de Autazes, se reuniram em grande número na manhã desta quarta-feira (25), em protesto contra o Projeto de Lei 490/2007, que propõe fim das demarcações, revisão de terras indígenas e regularização do garimpo. O PL também prevê a abertura das terras indígenas para o garimpo, que está destruindo cada vez mais a Amazônia Brasileira. Como forma de se posicionar contra o Projeto, um grupo composto por mais de 1000 indígenas interditou a AM 254, que liga Manaus aos municípios de Autazes, Nova Olinda, Borba e Novo Aripuanã.

Eles defendem e exigem seu direito à vida e ao território, e dizem acreditar que o STF não votará pelo agronegócio que mata. O PL 490 trata de questões consideradas um retrocesso para as populações indígenas, como o Marco Temporal, que se confirmado, impede que terras indígenas consigam homologação presidencial. Após 4 horas de interdição, a estrada foi liberada. No período em que o grupo esteve realizando a manifestação, a estrada era liberada a cada meia hora para não causar maiores transtornos. Toda a mobilização foi acompanhada pela Polícia Militar de Autazes.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »