11/10/2021 às 14h18min - Atualizada em 12/10/2021 às 00h01min

Popularizando a saúde mental

O psicanalista Marcelo Gurgel usa a arte como forma de chamar atenção a necessidade de cuidados com a mente e autoconhecimento

SALA DA NOTÍCIA Redação

Com o violão tocando uma batida acústica de balada roqueira, Marcelo Gurgel começa a dar forma a uma canção narrativa em primeira pessoa. Na música o eu-lírico se dirige a uma figura paterna sobre não corresponder às expectativas colocadas sobre ele. Também se volta a Deus para desabafar sobre suas frustrações, sua solidão e até mesmo o pensamento sobre se matar. Essa á a tônica da canção “Adultecer”, um encontro da veia artística de Marcelo Gurgel com sua vocação de psicanalista.

Na verdade, o Adultecer é um projeto muito mais amplo, um curso com a expectativa de tecer um complexo artístico em torno da questão da saúde mental. “Todos nós temos eventos traumáticos enraizados e escondidos da nossa consciência, com a finalidade de não revivermos o evento novamente, porém, o preço que precisamos pagar por essa proteção é alto, justamente porque a partir dos traumas são criados gatilhos emocionais que podem disparar a qualquer momento por interpretação de perigo”, explica Marcelo Gurgel sobre os objetivos do Adultecer.

A ideia é jogar alguma luz sobre o problema da saúde mental, que costuma ser negligenciado pelas pessoas. “Estudando o comportamento humano há mais de 14 anos, pude observar que a Psicofobia (preconceito em relação aos pacientes com transtornos mentais e psicoterapias), é um dos fatores que mais colaboram para esses números alarmantes sobre a saúde mental”, detalha Gurgel. O resultado é que no Brasil, de acordo com a OMS, 9,8% da população tem ansiedade e 5,8% tem depressão. Muitas vezes o desfecho é a tragédia do suicídio, algo que ocorre em cada 45 minutos neste país.

Assim, o projeto tem a psicanálise como forma de estimular a saúde e a autonomia mental. “Costumo dizer que a Psicanálise possui 4 “As”, que são o Abuso, Agressão, Abandono e o Aborto e a partir desses traumas, encontraremos determinados tipos de conduta, mas sem nunca esquecer que cada ser humano é uma ilha”, relata Gurgel. O autoconhecimento é assim estimulado através da arte, para chamar atenção da necessidade do amadurecimento individual.

 

 

  


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »