19/10/2021 às 15h44min - Atualizada em 20/10/2021 às 00h00min

Suplementos alimentares podem auxiliar no combate aos fatores de risco que levam ao câncer

*Por Amanda Guimarães

SALA DA NOTÍCIA Uapê Comunicação
Freepik

Existem diversos fatores para que um câncer se desenvolva e muitos deles não são evitáveis ou possíveis de se prevenir, como o caso dos problemas ligados à genética. Porém, o estilo de vida, comprovadamente, está ligado ao desenvolvimento de alguns cânceres.

Conforme estudo do Inca – Instituto Nacional do Câncer, existem possíveis fatores internos e externos para que uma pessoa desenvolva alguns tipos de câncer. Dentre os fatores externos, o INCA aponta a exposição a radiações e produtos químicos, vírus, consumo de cigarro e álcool, dieta inadequada, obesidade, falta de exercícios físicos e exposição ocupacional como potenciais desencadeadores da doença. O sistema imunológico comprometido, a predisposição genética e a ação negativa de alguns hormônios são os fatores internos apontados pelos estudiosos como agravantes do problema.

Quando, portanto, pensamos no combate aos fatores de risco que podem levar ao câncer ligados ao estilo de vida – como obesidade, sedentarismo e baixa imunidade, por exemplo – sabemos que os suplementos alimentares podem ajudar – ainda mais se aliados à boa alimentação e prática de atividade física.

Os suplementos alimentares são preparações que complementam a dieta e fornecem os nutrientes que deixamos de obter pela alimentação, como minerais, vitaminas, aminoácidos e ácidos graxos.

Dentro desse cenário, a vitamina D é um dos exemplos do que não pode faltar ao corpo humano. Mas, ainda assim, muitas pessoas têm essa deficiência. Para ter a quantidade necessária, o indicado é tomar sol com o corpo descoberto, durante 30 minutos, pelo menos, três vezes na semana. Muitas vezes isso não é possível e, por isso, o suplemento pode ser essencial.

E, em especial, a vitamina D é uma das protagonistas quando o assunto é o tratamento e a prevenção do câncer. Ela tem a capacidade de diminuir o crescimento celular e, muitas vezes, é prescrita para pacientes que estão fazendo quimioterapia. Claro que tudo isso é acompanhado por um médico e um nutricionista, de forma individualizada, mas o que se sabe é que o indicado na literatura é que se mantenham os níveis de vitamina D entre 20 a 60 nanogramas por mililitro de sangue em adultos.

A vitamina E também é muito importante para aumentar a imunidade e para ajudar no bom funcionamento do organismo. Ela é um potente antioxidante, capaz de manter nosso corpo alerta contra os radicais livres, que podem prejudicar a resposta do organismo aos agentes patogênicos. Essa vitamina exerce ainda um papel importante na prevenção do envelhecimento precoce, atuando no fortalecimento das células e, consequentemente, colaborando com a prevenção do câncer. Óleos vegetais – como o de girassol e o azeite –, os frutos secos – como avelãs, amêndoas e amendoins – e algumas frutas, como o mamão e o abacate, são ricos em vitamina E. Mas, nem sempre a ingestão desses alimentos é suficiente para que a vitamina esteja presente no organismo dentro dos níveis recomendados.

Entre os minerais, o Zinco se destaca quando se fala na melhora da imunidade. Ele tem como função participar da maturação de células de defesa. E, como um dos seus trabalhos, ele sinaliza a presença de possíveis intrusos circulando pelo corpo. Com isso, o sistema imune fica alerta e outros grupos celulares também ficam prontos para dar um fim em possíveis invasores.

O Zinco tem uma capacidade incrível de fortalecimento celular e de reparo do DNA. As vantagens são muitas quando o corpo o mantém em níveis adequados, mas a falta do mineral pode ser preocupante. A quantidade insuficiente do Zinco pode causar modificações oxidativas e aumentar o risco de câncer.

Então, considerando todos os benefícios trazidos pelas vitaminas e minerais, pode-se dizer que manter os níveis regulares pode ser uma ótima maneira de garantir a imunidade e se defender de diversas doenças, como o câncer. É importante cuidar da saúde e, sempre, com o acompanhamento de profissionais.

*Amanda Guimarães é nutricionista na Dr. Shape.

 

Sobre a Dr. Shape

Além de ser a maior franqueadora de suplementos alimentares e artigos esportivos da América Latina, a Dr. Shape investe numa fórmula que vem garantindo seu destaque e a lucratividade de suas lojas: a comercialização de produtos exclusivos. No mercado de suplementos alimentares, amplia-se a lucratividade por meio de uma excelente prestação de serviços ao cliente e o oferecimento de linhas completas de produtos realmente diferenciados.

Em 2019, foi criada a linha exclusiva Dr. Shape, fabricada com insumos de primeira linha, autorizados pela Anvisa e com grande aderência por parte dos clientes. São suplementos alimentares e vitamínicos de valor competitivo, que trazem segurança e resultados a quem os consome e boa margem de lucro aos franqueados.

A Dr. Shape acaba de adquirir a exclusividade de mais uma linha de suplementos para sua rede: a nova linha premium, chamada Iconic Nutrition, que possui produtos de alta performance e é indicada para quem indicada para quem pratica atividade física e esportes assiduamente e busca melhores resultados e desempenho.

Com esses produtos, a intenção da marca é que o franqueado componha 30% de seu faturamento com produtos exclusivos.

As lojas também podem contar com a clínica de emagrecimento Viva na Medida, uma exclusividade da Dr. Shape.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »