01/11/2021 às 16h56min - Atualizada em 03/11/2021 às 00h00min

Lukas Kaufmann e Sherman Trezza usam experiência para lutar pelo pódio na Santander Brasil Ride Bahia

Dupla do pelotão de elite soma maior número de participações na competição - 17 ao total - e busca bons resultados na 11ª da prova, no extremo sul baiano. Será a segunda vez que competem juntos

SALA DA NOTÍCIA Gustavo Coelho
A 11ª edição da Santander Brasil Ride Bahia traz de volta uma dupla marcada por ciclistas com muita bagagem na competição. Dentre os atletas do pelotão de elite, Lukas Kaufmann e Sherman Trezza formam a equipe que, somadas as vezes que estiveram no evento, têm o maior número de participações na principal corrida por etapas premium do mundo. Enquanto Lukas, suíço naturalizado brasileiro, competiu em todas as dez edições do evento, Sherman esteve presente no evento desde 2013, somando assim 17 participações dos dois na ultramaratona. 

E, ambos não se destacam somente por competir inúmeras vezes na prova. Ao longo de suas participações, conquistaram diversos resultados de expressão no evento. Juntos, em 2018, veio a conquista mais importante para Lukas, o troféu da American Men, que só foi possível após o ciclista se naturalizar brasileiro. Em ocasiões anteriores, Lukas teria conquistado também a "Camisa Branca", caso já tivesse se naturalizado, como na edição de 2016, ao lado de Hugo Prado, quando ficaram no quinto lugar. Já Sherman Trezza, além de vencer três vezes a America Men, debutou no evento com um feito e tanto: o título de campeão da elite, ao lado de Henrique Avancini.

"Com o Sherman tive a melhor experiência. A gente se encaixa muito bem. Nosso estilo de pilotagem é parecido. Somos atletas tranquilos. Procurei me manter em forma e acredito que, com experiência e fazendo as coisas corretas, acho que vai dar certo e teremos sucesso", conta Lukas. "Com certeza, vamos para brigar pelas primeiras posições. A meta é top 3 geral, e sei que é difícil. Mas não vamos nos esconder. Podemos tanto quanto os ciclistas que vêm da Europa. Vamos também brigar pela Camisa Branca, mas sei que têm duplas fortes confirmadas", completa. 

"Este ano não fiz nenhuma competição, mas a Santander Brasil Ride Bahia faz parte da minha trajetória. Foi por causa da prova que vim para cá. Ao longo dos últimos anos adquiri bastante experiência e é uma competição que vai além de competir. Um evento com clima único, que me convenceu a ficar no Brasil. A certeza é de que vamos com a cabeça leve. Estamos animados e sabemos como funciona esse jogo. As vezes não vence quem é o melhor atleta, mas sim quem faz a estratégia certa. O mountain bike tem imprevistos e você tem que saber lidar com todas as situações", conclui Lukas.

Sherman Trezza, que também tem uma história especial com a prova, reconhece sua importância dentro do ciclismo nacional. "Será minha oitava participação na Santander Brasil Ride Bahia. Com certeza a ultramaratona contribuiu muito para meu desenvolvimento como atleta profissional, e teve também uma contribuição grande para desenvolver nosso esporte no Brasil. Uma prova que faço questão de estar presente todos os anos", enaltece Sherman. 

"Lukas e eu competimos juntos em 2018. Tivemos uma boa experiência e nos tornamos grande amigos. Este ano estamos representando lojistas locais de nossas cidades, então vimos a oportunidade de fechar a parceria novamente", explica. "Não nos encontramos há algum tempo e não temos competido juntos, ou seja, estamos curiosos para saber como estará o nível de um e de outro. Mas, o Lukas, como atleta, dispensa comentários. Um cara com experiência e vivência muito grande na ultramaratona, então vamos usar essa experiência a nosso favor. Positivos, animados e felizes, pela dupla formada. E, prontos para mais uma semana de aventura na Bahia", finaliza.

A ultramaratona - Considerado o Giro d'Itália do MTB mundial, a Santander Brasil Ride Bahia oferece um desafio e tanto para os participantes. Durante sete dias, os ciclistas têm pela frente cerca de 600 km e 13.000 m de altimetria acumulada, entre trilhas e estradas de terra que ligam Arraial d'Ajuda, em Porto Seguro, a Guaratinga, na Vila Santander Brasil Ride. 

A 11ª edição do evento - Os atuais campeões, Tiago Ferreira (POR) e Hans Becking (HOL), estarão de lados opostos na disputa de mais um título da ultramaratona. Enquanto Ferreira, ao lado do belga Wout Alleman, vai em busca do seu terceiro título da prova, tendo como dupla de apoio o grego Periklis Ilias e o cipriota Andreas Miltiadis, Hans tentará se isolar como o maior campeão do evento, na luta pelo seu quarto troféu de campeão do evento, competindo junto com português José Dias, atual medalha de bronze do Campeonato Mundial de Maratona (XCM).

Assim como Lukas Kaufmann e Sherman Trezza, duplas brasileiras formadas pelos ciclistas Gustavo Xavier/Alex Malacarne, Edson Rezende/Ulan Galinski, Mario Veríssimo/Kennedi Sampaio, Ricardo Pscheid/Leandro Donizete, dentre outras, também prometem brigar pelo pódio geral da competição, tendo a Camisa Branca, de campeão das Américas, como alvo na prova.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »