04/11/2021 às 13h19min - Atualizada em 04/11/2021 às 13h19min

​Jovem sai do Interior de Autazes para tentar uma vida melhor na capital

REDAÇÃO
Reportagem: Jackson Salvaterra
Assim como todos os jovens sonham em uma vida boa, a autazense Rosi trabalhou desde pequena numa carvoaria para ajudar seus avós. Dona de uma beleza incomparável, Rosiene Rodrigues Mota, 19 anos nasceu em Autazes/AM na comunidade Vila do Novo Céu, foi criada desde com os avós maternos, Maria de Fátima Rodrigues e Antônio Batista Mota e não esconde sua paixão pelo time carioca Vasco da Gama. Mas como diz o dito popular: "Beleza não se põe na mesa", desde pequena ja ganhava a vida de forma digna.

“Comecei a trabalhar com carvão ainda pequena porque queria ter as minhas coisas. Ter um  celular que eu precisava muito. Cheguei a comprar uma caixa de som pra mim... Esses dois custaram 3 mil reais”, disse Rosiene Mota, autazense. Rosi ganhava 50 reais por semana na carvoaria do tio, mas isso não desanimou quem realmente quer vencer na vida. Depois de muitas lutas no forno de carvão, acordar cedo e foi tentar uma vida melhor em Manaus, onde trabalha e estuda cursos profissionalizantes.

“Trabalhar no pesado é muito chato, principalmente quando o trabalho não é nosso, tem que seguir ordem dono do forno”, relembrou emocionada. Atualmente Rosi mora em Manaus, em suas redes sociais sempre relembra dos momentos que passou na terra do leite, mas nunca esquecendo suas raízes, faz diversos cursos técnicos e pretende e retornar ao Distrito de Novo Céu e contar mais sobre sua trajetória de superação incentivando outros jovens a não desistir de sues sonhos.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »