04/11/2021 às 16h13min - Atualizada em 08/11/2021 às 00h00min

Santander Brasil Ride Bahia coloca frente a frente os dois atuais campeões do evento

Após conquistarem o título em 2019, Tiago Ferreira (POR) e Hans Becking (HOL) estão em equipes adversárias e buscam mais um troféu de campeão na ultramaratona

SALA DA NOTÍCIA Gustavo Coelho
A 11ª edição da Santander Brasil Ride Bahia vai colocar frente a frente os atuais campeões da principal stage race premium do mundo. Após competirem juntos em 2018, sendo vice-campeões, e no ano seguinte, quando garantiram o título da histórica edição de dez anos do evento, desta vez o português Tiago Ferreira e o holandês Hans Becking estarão em equipes diferentes na competição, a DMT Racing Team e a Buff Scott MTB Team, respectivamente. A prova tem início no domingo (7) e segue até o sábado (13), com Arraial d'Ajuda, em Porto Seguro, e Guaratinga, como as duas cidades-sedes. 
Nos dois anos que estiveram juntos, Tiago e Hans fizeram uma parceria que colecionou vitórias em etapas, ambas temporadas em que tiveram Henrique Avancini e o alemão Manuel Fumic como principais adversários. Desta vez, o português, campeão mundial e bicampeão europeu, estará ao lado da jovem revelação belga, Wout Alleman, em busca do seu tricampeonato no evento. "Espero que seja uma boa corrida para a nossa equipe, com o foco em estar disputando o título de mais uma edição", conta Tiago Ferreira, que terá uma equipe de apoio, formada pelo grego Periklis Ilias e pelo cipriota Andreas Miltiadis.

"Sei que não será nada fácil, porque este ano vou com uma dupla nova, um atleta que nunca participou da Santander Brasil Ride Bahia. Será uma novidade para ele e isso faz muita diferença nesta corrida. Há duplas que estão melhores neste quesito, porque os dois conhecem a ultramaratona, já correram em outros locais juntos e são mais entrosados", avalia Ferreira. "Tenho boas expectativas, sei que haverá alterações nas etapas 3 e 4. E acho que vão fazer grande diferença essas duas etapas, em um ano em que as competições voltaram de vez, após a interrupção da pandemia, em 2020. Eu, no fundo, espero que seja uma grande edição, em uma das corridas mais bonitas e motivantes que faço ao longo do ano", completa.

Já Hans Becking, maior campeão da prova, ao lado de Avancini e do tcheco Jiri Novak, todos com três títulos, tentará se isolar como o maior vencedor da Santander Brasil Ride Bahia. Ao seu lado estará José Dias, português que conquistou a medalha de bronze no Mundial de Maratona (XCM) no mês de outubro. "Estamos no fim de uma longa temporada para mim e para o José, tendo feito várias corridas. Iniciamos as competições, inclusive, lá em janeiro, disputando provas de forma contínua o ano todo", analisa Hans Bekcing.

"Após o resultado na Cape Epic (Top 3) ganhamos confiança, claro, para a ultramaratona no Brasil. Mas, estou com receio de ver como estarão nossas pernas para a prova. Estou um pouco cansado e ainda temos a viagem da Europa até a cidade da competição. Espero lutar pelo pódio e, mais do que isso, ficarei feliz em rever meus amigos brasileiros após dois anos. Ansioso para chegar no acampamento. Nunca imaginei que sentiria saudade de dormir lá nas tendas. Sinto falta das trilhas com lama no Brasil. Estou feliz de voltar a competir no País, outra vez com um ciclista que fala português, sei que isso ajuda também", finaliza Hans.

A ultramaratona - Considerado o Giro d'Itália do MTB mundial, a Santander Brasil Ride Bahia oferece um desafio e tanto para os participantes. Durante sete dias, os ciclistas, vindos de 27 estados brasileiros e 18 países, têm pela frente cerca de 600 km e 13.000 m de altimetria acumulada, entre trilhas e estradas de terra que ligam Arraial d'Ajuda, em Porto Seguro, a Guaratinga, na Vila Santander Brasil Ride. 

A 11ª edição do evento - Os atuais campeões, Tiago Ferreira (POR) e Hans Becking (HOL), estarão de lados opostos na disputa de mais um título da ultramaratona. Enquanto Ferreira, ao lado do belga Wout Alleman, vai em busca do seu terceiro título da prova, tendo como dupla de apoio o grego Periklis Ilias e o cipriota Andreas Miltiadis, Hans tentará se isolar como o maior campeão do evento, na luta pelo seu quarto troféu de campeão do evento, competindo junto com português José Dias, atual medalha de bronze do Campeonato Mundial de Maratona (XCM).

Duplas brasileiras formadas pelos ciclistas Lukas Kaufmann/Sherman Trezza, Gustavo Xavier/Alex Malacarne, Edson Rezende/Ulan Galinski, Mario Veríssimo/Kennedi Sampaio, Ricardo Pscheid/Leandro Donizete, dentre outras, prometem brigar pelo pódio das etapas e também pelo geral da competição, tendo a Camisa Branca - campeão das Américas - como alvo na prova.

O Ministério da Cidadania e a Secretaria Especial do Esporte apresentam a Santander Brasil Ride Bahia através da Lei de Incentivo ao Esporte. O evento, que em 2021 chega a 11ª edição, tem os patrocínios do Governo da Bahia, por meio da SETRE (Secretaria do Trabalho, Renda, Emprego e Esporte), Santander, Specialized, Jeep, Shimano e Unidas. Conta com os apoios de Continental, Full Gas, HB, Garmin, RedBull, Spot, Squirt, Thule, além de ter as prefeituras de Porto Seguro e Guaratinga e o Instituto Brasil Ride como apoiadores institucionais do evento.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »