30/05/2022 às 11h41min - Atualizada em 30/05/2022 às 15h20min

Maior escola bilíngue do mundo, Maple Bear mira Juazeiro do Norte (CE)

Além de gerar investimentos e empregos, rede levará à cidade modelo de ensino que desenvolve desde cedo a segunda língua e habilidades fundamentais para um mundo cada vez mais digital e globalizado

SALA DA NOTÍCIA Caroline Souza
Divulgação/Maple Bear Brasil
Maior rede de escolas bilíngues do mundo, a Maple Bear visa ingressar no mercado de Juazeiro do Norte, no Ceará, em 2022. Esse movimento irá gerar um investimento de R$ 2 milhões e cerca de 20 empregos diretos no local. Após estudos, foi identificado pela marca canadense a predominância de escolas tradicionais, não havendo instituições bilíngues por imersão na região. Dessa forma, está nos planos da Maple Bear a implantação de uma escola com metodologia canadense, considerada uma das melhores do mundo, na cidade. Nas próximas semanas, representantes da marca irão se reunir com investidores locais interessados em fazer parte da rede.

De acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Juazeiro do Norte conta com uma população com mais de 278 mil habitantes. Parte da região do Cariri, o município é um dos mais importantes economicamente do Ceará. Ainda segundo o instituto, a taxa de escolarização de crianças de 6 a 14 anos é de 97,3%, registrando mais de 36 mil matrículas no Ensino Fundamental em 2020. Com relação ao número de estabelecimentos educacionais, Juazeiro do Norte conta com 142 escolas de Ensino Fundamental e 24 escolas de Ensino Médio.

“Com uma demanda crescente por ensino bilíngue de alta qualidade, temos o intuito de levar a Juazeiro do Norte a primeira escola da Maple Bear, cuja característica principal é o ensino do segundo idioma por imersão. No programa da escola, até os 3 anos, 100% da rotina é em inglês, com 4 anos é introduzida a língua materna, mas ainda em proporção menor do que a interação com o português, e a partir dos 6 anos em diante (Ensino Fundamental) o currículo passa a ser 50% em inglês e 50% em português. Com isso, o aluno desenvolve uma fluência muito rapidamente. Soma-se a isso uma metodologia em que o aluno é protagonista no processo de aprendizagem e que visa o desenvolvimento de habilidades práticas, preparando assim o aluno para a vida e para um mercado de trabalho cada vez mais dinâmico, competitivo e globalizado”, revela o CEO da Maple Bear para América Latina, André Quintela.

Com origem em North Vancouver, British Columbia, Canadá, e com 550 escolas em 30 países, a Maple Bear atende a 45 mil alunos. Presente em todos os estados brasileiros e com mais de 170 escolas, a Maple Bear é também parte do Grupo SEB - um dos maiores grupos educacionais do Brasil e do mundo.

“Para quem deseja investir nesta área, a rede é uma excelente alternativa para quem deseja ser dono de uma escola de educação regular, que inicia na Educação Infantil e pode avançar até o Ensino Médio, oferecendo aprendizado de alta qualidade. Além disso, o setor é altamente atrativo para investidores, uma vez que proporciona receita recorrente, permanência dos alunos na escola por vários anos e um índice de rematrícula superior a 90%”, explica Quintela. 

A metodologia canadense – reconhecida como a melhor entre os Países de língua inglesa pelo PISA, programa de avaliação da OCDE – existe há mais de 50 anos e atua de forma robusta no desenvolvimento dos jovens, favorecendo o despertar da paixão pelo aprendizado e a abertura de horizontes aqui e no exterior. Outro foco importante é o desenvolvimento da criatividade, senso crítico e resolução de problemas, habilidades sociais fundamentais para o Século 21, sendo isso realizado sempre de forma divertida e aplicável ao dia a dia.

Para isso, são trabalhados três eixos principais: a linguagem, que colabora para que as crianças consigam interpretar aquilo com que estão interagindo; o raciocínio lógico, que contribui para o desenvolvimento cognitivo; e o desenvolvimento socioemocional, no qual buscamos que elas entendam suas próprias emoções e tenham empatia com os outros. Nessa abordagem, as salas de aula são amplas e arejadas, repletas de materiais manipulativos e centros de aprendizagem.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »