23/06/2022 às 13h17min - Atualizada em 24/06/2022 às 00h01min

Além do clareamento: tratamentos odontológicos ganham destaque na área estética

Coordenadora do curso de Odontologia explica as diversas possibilidades que promovem o aumento da autoestima, aliada à funcionalidade

SALA DA NOTÍCIA Anhanguera
Anhanguera
Divulgação
Não é só a preocupação com a saúde bucal que leva os pacientes aos consultórios odontológicos. Cada vez mais, a busca pela estética na área atrai a atenção e pode ser a solução para melhorar a autoestima. A odontologia voltada para a estética vai além do mais conhecido clareamento e é capaz de realizar diversos tratamentos restauradores, aplicação de lentes de contato bucais e procedimentos orofaciais, como aplicação de botox.  

A coordenadora do curso de Odontologia da Anhanguera, Indiara Henn, explica que a odontologia estética tem a função de restabelecer a saúde oral e promover beleza. “É uma área de cuidado além da harmonia facial, envolve componentes subjetivos e artísticos. Devolve ao paciente a capacidade de mastigação, harmoniza o sorriso e altera a aparência dos dentes”, explica.

A professora acrescenta que essa especialização é indicada para solucionar problemas funcionais ou estruturais e pode prevenir tratamentos mais complexos, como extrações e colocação de prótese. Os benefícios são muitos e podem ser responsáveis por mudar o sorriso e a qualidade de vida dos pacientes.  

Além disso, existem inúmeras possibilidades de tratamentos. Indiara diz que podem ser feitas restaurações, correção de mordida, além da remoção de manchas, desde as causadas por alimentos até pela nicotina. “Em relação ao uso da toxina botulínica no consultório odontológico, a aplicação tanto corrige o sorriso gengival, por exemplo, como é indicada para tratar a disfunção da ATM (articulação temporomandibular)”, ou seja, a odontologia estética tem diversas finalidades e garante a melhora da autoestima, bem como reduz dores causados pelo bruxismo (ranger de dentes)”, comenta Indiara.  

Com os desenvolvimentos tecnológicos na área, é possível ter acesso a novos materiais e procedimentos menos invasivos, que aumentam a autoestima dos pacientes.  
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »