12/08/2019 às 16h15min - Atualizada em 12/08/2019 às 16h15min

Chegada do PSC a Autazes garante continuidade de investimentos para o município.

| Blog do Rafael Serrão
| Blog do Rafael Serrão
Fotos: Silas Laurentino
Chegada do PSC a Autazes garante continuidade de investimentos para o município

O Partido Social Cristão (PSC) é um dos partidos que vem ganhando força nos últimos anos no país. Fundado em 15 de maio de 1985, portanto há 34 anos, tem sua ideologia baseada nos princípios do conservadorismo social, acreditando que o governo e a sociedade possuem um papel em encorajar ou estimular os valores ou comportamentos que consideram tradicionais. 

Atualmente, o partido conta com dois governadores eleitos, Wilson Witzel no Rio de Janeiro, e Wilson Lima no Amazonas, além de oito deputados federais, um senador, 30 deputados estaduais, 1.525 vereadores e 87 prefeitos. Em 2014 chegou a lançar um candidato a Presidência da República, o Pastor Everaldo, que no seu discurso falava em liberalismo econômico, em conservar costumes e em políticas públicas.

O PSC inaugurou seu diretório no município de Autazes na manhã deste sábado (10), em uma cerimônia que contou com presenças importantes, como o presidente estadual Miltinho Castro, o secretário-geral Rodrigo Lima, o Deputado Dr. Gomes, que também atua como primeiro secretário do PSC estadual, e o presidente estadual do PRTB e representante do vice-governador no evento, Antônio Paiva. Andreson Cavalcante, atual prefeito de Autazes, foi quem assumiu a presidência do partido no município.

Mas para entender a importância da chegada do PSC a Autazes, se faz necessário voltar alguns anos no tempo.

Em 2016, Andreson Cavalcante foi eleito Prefeito de Autazes pelo PROS, algo que na época tinha um simbolismo muito grande, afinal, o então governador José Melo também era membro deste partido, e diversos projetos haviam sido pensados com base nessa aliança. Poucos meses depois, por uma determinação da justiça, Melo foi retirado do cargo, então Andreson decidiu se desligar do partido.

Sua próxima escolha partidária viria a refletir diretamente na economia do município, então era necessário ter cuidado e não ser imediatista. Com a saída de Melo, o David Almeida assumiu como Governador interino, em seguida, através de eleição suplementar, assumiu Amazonino Mendes. Então vieram as eleições de 2018 e Wilson Lima foi eleito.

Durante todo esse tempo, Andreson precisou ser inteligente para dar seguimento às obras em Autazes, pois a cada novo governo, tudo mudava e estratégias diferentes precisavam ser traçadas. Posicionar-se de qualquer forma era arriscado, e só através de conversas com os líderes é que se tornava possível continuar o trabalho. Sem ressentimentos, sem “politicagem”, a única solução era seguir o ritmo.

E foi assim, após muitas conversas que, mesmo não tendo apoiado Wilson Lima em sua candidatura, o prefeito de Autazes decidiu se filiar ao PSC, para trabalhar lado a lado com o governo do Estado visando avançar com seu trabalho de tornar o município cada dia melhor. E se antes, com todos os entraves que a constante troca de governos causava, foi possível avançar tanto, só podemos agora sonhar com o que o futuro dessa nova aliança reserva para Autazes.

Fonte: jrsserrao.blogspot.com
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »