30/05/2018 às 14h27min - Atualizada em 30/05/2018 às 14h27min

Advogado de Morgan Freeman quer retratação da CNN por publicar denúncias

Em segundo comunicado, ator negou que tenha criado ambientes de trabalho inseguros.

Omelete
Foto: Wikimedia Commons/Divulgação

Segundo a Variety, um advogado de Morgan Freeman divulgou um comunicado exigindo que a CNN peça desculpas e se retrate após publicar acusações de assédio sexual contra o ator. Robert M. Schwartz diz que a reportagem foi usada para atacar injustamente Freeman e que uma das autoras, Chloe Melas, estimulou testemunhas a falarem contra o ator motivada por interesses pessoais.

A reportagem foi divulgada no último dia 24 e falava sobre oito mulheres assediadas e outras oito que teriam testemunhado os casos. Uma assistente de produção de Despedida em Grande Estilo afirmou que Freeman teria tentado levantar sua saia e perguntou se ela estava usando calcinha.

No primeiro momento, o ator se desculpou. Mas em um segundo comunicado divulgado ontem (28), ele afirma que “não é certo igualar incidentes horríveis de assédio sexual com elogios inapropriados de tom humorístico”, e diz que “eu não criei ambientes de trabalho inseguros. Eu não assediei mulheres”.

A Variety entrou em contato com a CNN, mas eles não divulgaram nenhum comunicado oficial até agora.

Assédio em Hollywood

2017 foi marcado por diversas denúncias, que começaram com acusações contra o produtor Harvey Weinstein. Depois disso, vários outros casos vieram à tona, incluindo o de Kevin Spacey, que foi demitido de House of Cards depois disso.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »