Secretário de Saúde de Cuiabá é afastado por superfaturamento de ivermectina

Secretário de Saúde de Cuiabá, Luiz Antônio Possas de Carvalho, é alvo de uma operação da Delegacia Especializada de Combate a Corrupção (Deccor) e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que apura supostos desvios em licitações voltadas ao enfrentamento da Covid-19. Entre os eles, o sobrepreço do medicamento Ivermectina no valor de R$ 715 mil. Em nota, a prefeitura confirmou a exoneração do secretário.

Operação batizada de Overpriced cumpre 4 mandados de busca e apreensão e determinou ainda o afastamento do secretário Possas. Também foi determinado pela 7º Vara Criminal de Cuiabá, o bloqueio de bens dos investigados no valor de R$ 715 mil, que

Conforme a Polícia Civil, investigação apontou que, na lista de produtos adquiridos sem licitação, está comprimidos de ivermectina 6 mg , com o preço unitário de R$ 11,90. Mas, a própria secretaria já havia comprado o medicamento com o valor de R$ 2,59.

Sendo assim, há uma diferença de R$ 9,31 por unidade do produto, sendo detectado o sobrepreço de 400%. Investigadores compararam ainda o valor do mesmo medicamento adquirido por outras prefeituras de Mato Grosso, e foi constatado o preço médico em torno de R$ 2,23.

ASSISTA O VÍDEO ABAIXO

× FALE CONOSCO