Stopa decreta fim da obrigatoriedade da máscara em ambientes fechados na Capital

O prefeito de Cuiabá em exercício, José Roberto Stopa (PV), assinou, nesta quarta-feira (23), o decreto que torna facultativo o uso de máscara facial de proteção contra a covid-19 em locais fechados na Capital. A nova medida será publicada na edição desta quinta da Gazeta Municipal.

O anúncio já havia sido antecipado pelo prefeito licenciado, Emanuel Pinheiro (MDB), durante a tradicional live de terça-feira, que atribuiu a flexibilização ao avanço da vacinação e à diminuição dos casos de covid-19 em Cuiabá.

De acordo com o novo decreto, o uso de máscaras continua obrigatório em escolas e instituições de ensino fundamental, em sala de aula, estabelecimentos e serviços de saúde, para idosos acima de 70 anos, imunossuprimidos, pacientes com comorbidades, pessoas não imunizadas contra covid-19, pessoas com sintomas gripais, bem como aquelas que tiveram contato recente com pacientes acometidos pela covid-19.

Já o uso facultativo será para as seguintes situações: atendimento ao público em geral, eventos em geral, transporte coletivo, shoppings centers e congêneres, igrejas, templos e congêneres, estádios e ginásios esportivos em geral, supermercados e demais estabelecimentos comerciais.

A flexibilização das máscaras em locais abertos já está em vigor em Cuiabá desde novembro do ano passado.

No dia 7 deste mês, o governador Mauro Mendes (UB), editou um decreto que revoga a obrigatoriedade do uso da máscara no Estado, deixando para cada município decidir sobre a liberação ou não.

ASSISTA O VÍDEO ABAIXO