Polícia Civil conclui que vigilante participou de roubo ao Atacadão

Após quase um ano e meio de investigações, a Polícia Civil concluiu que uma vigilante da empresa Brinks teve participação efetiva na tentativa de assalto a um carro forte no supermercado Atacação, em maio de 2019, em Cuiabá.

A ação resultou em uma troca de tiros e na morte de três criminosos.

A informação foi dada pela GCCO (Gerência de Combate ao Crime Organizado) da Polícia Civil nesta quarta-feira (23), durante a deflagração de uma operação para prender a mulher e outros dois acusados de participar do crime.

De acordo com as investigações, a vigilante era esposa de um dos bandidos que morreu durante o assalto.

Ainda conforme a GCCO, ficou comprovado que ela era a responsável pelo planejamento do assalto, fornecendo informações precisas, enviando fotos, dados sigilosos e a localização dos pontos de abastecimento de caixas eletrônicos.

A GCCO ainda encontrou um vínculo entre a vigilante e um conhecido criminoso, preso na Operação Luxus, que também é envolvido em diversos assaltos a caixas-eletrônicos.

A suspeita do envolvimento da mulher na tentativa de roubo ocorreu após a análise das câmeras de segurança do estabelecimento comercial, no momento do crime.

Ela estava armada, mas não efetuou disparos no momento. À polícia, a mulher teria informado que a arma falhou.

ASSISTA O VÍDEO ABAIXO

× FALE CONOSCO