A vitória poderia deixar o Atlético-GO a um passo da classificação.

Campinas, SP, 27 (AFI) – Depois de perder um ‘caminhão de gols’, o que poderia lhe garantir até uma goleada histórica, o Atlético-GO sofreu uma virada incrível, por 2 a 1, para o Antofagasta-CHI. Os goianos abriram o placar no primeiro tempo, mas sofreram os gols aos 41 e aos 44 minutos do segundo tempo. O jogo válido pela terceira rodada do Grupo F da Copa Sul-Americana foi disputado nesta quarta-feira à noite no estádio Bicentenário Regional, no Chile.

A vitória poderia deixar o Atlético-GO a um passo da classificação. Mesmo assim é o líder isolado com seis pontos, deixando os outros três clubes com três: Defensa y Justicia-ARG, LDU-QUE e Antofagasta-CHI. Somente o primeiro colocado vai passar desta fase.

DOMÍNIO TOTAL
Desde os primeiros minutos ficou fácil de perceber a superioridade técnico dos goianos, que dominaram o adversário e transformaram o goleiro Ignacio González, no melhor jogador em campo. Ele salvou seu time aos dois minutos, quando dividiu com Hayner, na pequena área. Depois numa puxada de costas de Leandro Barcia que espalmou por cima do travessão, aos 23 minutos.

O gol saiu aos 46 minutos. Shaylon cobrou falta do lado direito em direção à área e o zagueiro Gabriel Noga apareceu na pequena área para esticar o pé, empurrando a bola para as redes.

MAIS PRESSÃO

O Atlético-GO começou o segundo tempo em alta intensidade e perdeu pelo menos cinco chances reais para ampliar o marcador. Depois desta pressão inicial, os chilenos equilibraram as ações e empurrados pela torcida passaram a atacar. O empate nesta altura seria um grande prejuízo para os goianos.

Aos 38 minutos, veio o castigo. O goleiro Ronaldo errou na dividida com Manuel López e o árbitro anotou o pênalti, apesar das reclamações dos brasileiros. O jogo ficou parado quatro minutos, mas como não existe VAR nesta fase, nada mudou. Jason Flores cobrou forte e no alto, empatando aos 41 minutos.

O mais incrível aconteceu aos 44 minutos, quando time chileno marcou o segundo gol. Após o cruzamento da direita, Souper desviou de cabeça e a bola sobrou para a entrada livre de Manuel López, que esticou a perna para desviar às redes. Um castigo. Nos minutos finais, o Dragão se atirou ao ataque, mas no desespero nada conseguiu. Um princípio de confusão cabou com as expulsões de Hayner (Cuiabá) e Robles (Antofagasta)

Da Redação

 

ASSISTA O VÍDEO ABAIXO

× FALE CONOSCO