Amazonas registra saldo de 3,38 mil empregos com carteira assinada em fevereiro

Amazonas registra saldo de 3,38 mil empregos com carteira assinada em fevereiro

Manaus no Amazonas – No mês de fevereiro de 2024, o estado do Amazonas apresentou um saldo positivo de 3.383 empregos com carteira assinada, resultado de 21.421 contratações e 18.038 demissões. Esse desempenho coloca o estado como o segundo melhor da região Norte, que registrou um crescimento expressivo no número de empregos formais entre janeiro e fevereiro, passando de 3.653 para 17.062 em todos os sete estados. No acumulado do primeiro bimestre de 2024, o estado do Amazonas contabiliza um total de 4.052 novos postos de trabalho com carteira assinada, resultado de 43,3 mil contratações e 39,2 mil demissões nesse período. Na região Norte, foram gerados 20,7 mil empregos nos dois meses. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) foram divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). No Amazonas, em fevereiro, houve um saldo positivo em quatro dos cinco principais setores econômicos avaliados.

O setor de Serviços foi o destaque no estado, com um saldo de 1.964 postos de trabalho criados. Nesse setor, a área que mais cresceu foi a de “informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas”, com um saldo de 940 empregos gerados. A Indústria registrou a criação de 1.050 vagas, seguida pela Construção (+348) e pelo Comércio (+169). Já o setor da Agropecuária apresentou uma queda em fevereiro (-148).

Ao analisar os municípios, a capital Manaus teve o maior saldo de empregos no período, com a criação de 3.471 novos postos de trabalho com carteira assinada. As outras cinco cidades com os maiores saldos foram Manacapuru (+75), Tefé (+60), Maués (+45) e Itacoatiara (+39). Em fevereiro, o número total de pessoas empregadas formalmente no Amazonas atingiu 521 mil. No estado, a maioria dos novos postos de trabalho foi ocupada por homens (+2.206). Pessoas com ensino médio completo foram as mais beneficiadas (+2.944) com as vagas disponíveis no Amazonas. Jovens entre 18 e 24 anos também apresentaram o maior saldo de vagas: +1.709.

 

Nacional

O Brasil registrou um forte crescimento no mercado de trabalho formal em fevereiro de 2024 em comparação com janeiro. No segundo mês do ano, foram gerados 306.111 empregos com carteira assinada. Com os resultados de janeiro e fevereiro, o país acumula quase meio milhão de novos empregos formais, totalizando um saldo de 474.614 empregos gerados.

O resultado de fevereiro é resultado da diferença entre o total de 2,24 milhões de pessoas admitidas e 1,94 milhão de demissões em todo o país. Em relação ao total de pessoas empregadas no país, o Brasil possui quase 46 milhões de postos formais, um crescimento de 1,04% em comparação com fevereiro do ano anterior. No mês, todos os cinco grandes grupos de atividades econômicas registraram números positivos. O setor de Serviços foi o destaque, com a criação de 193 mil vagas. Em seguida, aparecem a Indústria (+54,4 mil), a Construção (+35 mil), o Comércio (+19,7 mil) e a Agropecuária (+3,7 mil).

Acumulado no ano

Considerando os meses de janeiro e fevereiro, quatro dos cinco grandes grupos setoriais da economia registraram saldos positivos. O maior crescimento ocorreu no setor de Serviços, com 268,9 mil novos postos de trabalho (56,7%), com destaque para atividades de administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (121,2 mil) e para as atividades de Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas (93,5mil). A Indústria apresentou um saldo de 120 mil postos de trabalho, com destaque para a fabricação de produtos alimentícios (+12,7 mil) e para a fabricação de veículos automotores (+9,9 mil). A Construção gerou 81,7 mil novos postos e a Agropecuária encerrou o período com um saldo de 25,7 mil. Apesar da recuperação em fevereiro, o setor do Comércio ainda registrou uma queda no período (-21,8 mil).

Salários

O salário médio real de admissão em fevereiro foi de R$ 2.082,79, representando uma diminuição de 2,4% em comparação com o valor de janeiro (R$ 2.133,21). Em relação ao mesmo mês do ano anterior, considerando as mudanças sazonais, houve um ganho real de R$ 28,29 (+1,4%).

ASSISTA O VÍDEO ABAIXO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× FALE CONOSCO