Cuiabá e VG pedem quarentena por mais 7 dias e prometem 100 leitos de UTI

Na audiência de conciliação com o juiz José Luiz Lindote na tarde desta quinta-feira (9) a prefeita Lucimar Campos (DEM) propôs a extensão da quarentena obrigatória por mais 7 dias para avaliação dos resultados. Neste período, as cidades prometem também para a conclusão dos trabalhos para a entrega de mais 100 leitos de UTIs em Cuiabá e Várzea Grande.

Os prefeitos destacaram com o juiz a promessa do governador Mauro Mendes (DEM) de abrir mais 50 leitos, sendo 30 no Hospital Metropolitano, em Várzea Grande e outros 20 no Hospital Estadual Santa Casa, em Cuiabá.

Além disso, as cidades destacaram Cuiabá terá mais 40 leitos no antigo Pronto-socorro municipal e Várzea Grande já abriu outros 10 leitos de UTI no pronto-socorro da cidade.

Segundo a prefeita Lucimar Campos somente na semana que vem será possível avaliar os resultados da quarentena obrigatória, lembrando que os resultado contra covid-19 são avaliados 14 dias depois, por conta do período de incubação da covid-19.

Na audiência de conciliação o Estado e o Ministério Público defenderam que a prorrogação da quarentena com o fechamento de serviços não essenciais dure mais duas semanas, tendo em vista que Cuiabá estão em classificação vermelha no boletim diário da Secretaria de Estado de Saúde (SES). As duas cidades estão com risco ‘muito alto’ para covid-19.

O juiz considerou a reunião produtiva e vai decidir ainda hoje sobre a prorrogação da quarentena nas duas cidades.

ASSISTA O VÍDEO ABAIXO

× FALE CONOSCO