Itália cala Wembley, vence a Inglaterra nos pênaltis e ganha a Eurocopa

A Itália é a grande campeã da Eurocopa. Mesmo com Wembley lotado, a seleção italiana levou a melhor na final contra a Inglaterra com a vitória nos pênaltis por 3 a 2. No tempo normal, as duas equipes empataram em 1 a 1, com gol de Luke Shaw para os ingleses e Bonucci para os italianos.

Na decisão por pênaltis, Berardi, Bonucci e Bernardeschi marcaram para a Azzzurra, enquanto Bellotti e o brasileiro Jorginho perderam. Já a Inglaterra marcou Harry Kane e Maguire, mas Rasford, Sancho e Saka desperdiçaram.

Com a conquista, a Itália repete o feito de 1968 e se junta a França com dois títulos da Eurocopa. Apenas Alemanha e Espanha, com três, estão na frente na lista de campeões. Ainda é a primeira conquista da Azzurra desde a Copa do Mundo de 2006.

Além disso, o título significa a redenção do futebol italiano após ficar de fora da Copa do Mundo de 2018. Sob o comando de Roberto Mancini, a seleção venceu as 10 partidas das Eliminatórias para a Euro, chegou à semifinal da Nations League 2020/2021 e ganhou os três primeiros jogos das Eliminatórias para a Copa de 2022. Agora, conquista o título da Euro sem perder nenhuma partida.

Do outro lado, a Inglaterra encerra a melhor campanha de sua história na Eurocopa – nunca tinha chegado à final. Porém, a seleção inglesa perdeu o título após jogar seis das sete partidas em Wembley e segue com o jejum de títulos que já dura 55 anos.

FICHA TÉCNICA – ITÁLIA (3) 1X1 (2) INGLATERRA

Eurocopa – final

Data, hora e local: domingo (11/07), às 16h (horário de Brasília), no Wembley, em Londres, na Inglaterra.

Itália: ​Donnarumma; Di Lorenzo, Bonucci, Chiellini e Emerson Palmieri (Florenzi); Barella (Cristante), Jorginho e Verratti (Locatelli); Chiesa (Bernardeschi), Insigne e Immobile (Berardi). Técnico: Roberto Mancini.

Inglaterra: Pickford; Walker (Sancho), Stones e Maguire; Trippier (Saka), Phillips, Rice (Henderson) (Rashford) e Luke Shaw; Mount, Sterling e Harry Kane. Técnico: Gareth Southgate.

Gols: Luke Shaw (ING), aos 2′ do primeiro tempo, e Bonucci (ITA), aos 21′ do segundo tempo.

Cartões amarelos: Barella, Bonucci, Insigne, Chiellini e Jorginho (ITA); Maguire (ING).

Arbitragem: Bjorn Kuipers (HOL), auxiliado por Sander von Roekel (HOL) e Erwin Zeinstra (HOL). O responsável pelo VAR é Bastian Dankert (HOL).

ASSISTA O VÍDEO ABAIXO

× FALE CONOSCO