Laudo diz que tiro foi disparado a 40 cm do rosto de Isabele

O laudo preliminar da Perícia Oficial e Identificação Técnica de Mato Grosso (Politec-MT) aponta que o tiro que matou Isabele Ramos ocorreu a curta distância e reto, saindo na horizontal. A bala teria entrado e saído reto da cabeça da adolescente de 14 anos. A informação foi divulgada na tarde desta quarta-feira (22), 10 dias após o crime.

O GD apurou, com fontes do caso, que foram encontrados resíduos de pólvora no rosto da vítima, e que a distância entre a arma e a face da menor seria de no máximo 40 cm.

O laudo confronta a versão dada no depoimento da adolescente, que afirma que o disparo acidental teria ocorrido após uma das armas ter caído da caixa em que era armazenada.

Segundo fonte ligado às investigações, a pistola do caso dificilmente dispararia sozinha. Ela precisaria ser manuseada para que o disparo ocorresse.

A informação cai como uma bomba no caso. As novas provas estão sendo analisadas pelo delegado e pelo Ministério Público Estadual (MPE).

Em entrevista, Patrícia Ramos, mãe da menor morta, disse não acreditar em acidente e espera que Deus mostre a verdade sobre o que aconteceu naquela noite.

A menor foi morta no dia 12 de julho, quando estava na casa da amiga e suspeita no condomínio de luxo Alphaville. Isabele levou um tiro no rosto e morreu ainda no local. Na casa, foram encontradas 7 armas, duas delas sem documento.

Fonte: Gazeta Digital

ASSISTA O VÍDEO ABAIXO